sexta-feira, novembro 11, 2016

Idoso é diferente de velho



IDOSO É DIFERENTE DE VELHO

Mario Sérgio Cortella


  “Idoso é quem tem bastante idade ,velho é o que acha que já sabe,que já está pronto. Velho é arrogante. Idosa é uma pessoa de sessenta anos, sessenta e cinco, setenta; velho você pode ser aos quinze anos de idade, aos vinte, trinta, quarenta, cinqüenta, sessenta”, explicou. Velho não tem humildade, não aprende; perece, porque é incapaz de companhar a mudança.

  “Algumas empresas, há alguns anos, fizeram uma bobagem, em nome da reengenharia, mandaram embora vários idosos e ficaram com um bando de velhos.

   Agora, estão chamando os idosos de volta, com o nome de consultor.

   Ao mandar o idoso embora, o que ela mandou junto? A renovação.

   Gente idosa é cheia de vitalidade”,disse Cortella.

   Essa vitalidade é a capacidadede antecipar, de ficar em estado de prontidão, não esperar as coisas acontecerem, ir atrás. A essa capacidade, dá-se hoje o nome de próatividade.
É diferente de reatividade, que é aguardar para ver o que acontece.

   “O velho é reativo, o idoso é pró-ativo”, definiu Cortella.
Um dos piores perigos é quando a gente se acomoda, porque
acomodar é perecer.

   “A satisfação paralisa, amortece, faz com que a gente se acomode. Guimarães Rosa diz isso num dos seus momentos mais geniais: o animal satisfeito dorme”, citou Cortella. Por isso, segundo ele, a regra básica para não perecer é não estar satisfeito.


Quem é Mario Sergio CortellaMario Sergio Cortella é filósofo,com mestrado e doutorado em Educação pela PUCSP na qual é professor Pós- Graduação em Educação e doDepartamento de Teologia e Ciências da Religião, especialista em geopolítica religiosa

Nenhum comentário: