quarta-feira, outubro 26, 2011

10 celebridades que se deram mal nos negócios

Veja quem são os famosos que não tiveram sucesso como empreendedores

Britney Spears


Aos 21 anos, a princesinha do pop investiu em um restaurante na cidade de Nova York. O Nyla, aberto em 2002, servia pratos com um toque do Sul e ficava dentro do Dylan Hotel. Em poucos meses, as críticas negativas fizeram com que a cantora mudasse totalmente o cardápio do restaurante, que passou a servir receitas italianas. Mesmo assim, em seis meses o estabelecimento foi fechado com suspeitas de violação de regras sanitárias e problemas financeiros. O restaurante deixou mais de 400 mil dólares em dívidas.

Steven Spielberg


Apesar dos diversos sucessos no cinema e dos milhões de dólares que ganhou com produções como E.T e A Lista de Schindler, Steven Spielberg parece não ter aprendido tudo sobre o mundo dos negócios. Em 1994, o diretor abriu, em parceria com o CEO da Dreamworks Jeffrey Katzenberg, o Dive!, em Los Angeles. O restaurante tinha o formato de um submarino e todo o cardápio fazia trocadilhos e alusões ao tema. Um ano após a inauguração, o Dive! ganhou um nova unidade em Las Vegas. Apesar de um sucesso aparente, o restaurante começou a ter dificuldades em atrair o público e fechou as portas em 1999.


Natalie Portman


A vencedora do Oscar de melhor atriz deste ano, pela atuação em Cisne Negro, é também defensora dos direitos dos animais e da cultura vegan, que propõe eliminar o consumo de qualquer produto de origem animal. Em 2008, a atriz se juntou ao designer Te Casan para lançar uma linha de sapatos produzida sem prejudicar os animais. Natalie queria incentivar as pessoas a, como ela, usarem produtos que não eram feitos a partir de matéria-prima animal. Em menos de um ano, o negócio decretou falência. Os consumidores alegaram que os preços cobrados pelos calçados eram altos demais.

Romário


O ex-craque nos gramados e atual deputado federal ficou conhecido após sua aposentadoria pelo descontrole nas finanças. O jogador teria mais de 10 milhões de reais em dívidas, parte desse valor está sendo cobrada pela dona de um imóvel que Romário alugou para montar o bar Café do Gol. O negócio foi aberto em 1998, depois de um investimento de 5 milhões de reais, e chegou a ser um ponto de jovens na noite carioca. Hoje, a proprietária do imóvel cobra quase 5 milhões de reais em IPTUs atrasados. A empresa está inativa e as contas foram penhoradas.

Jennifer Lopez


Conhecida por sua raiz latina, a cantora e atriz Jennifer Lopez abriu, em 2002, o restaurante Madres, com receitas focadas na culinária latina, como empadanas e ceviches. As críticas não foram as melhores, mas o estabelecimento sobreviveu seis anos até fechar as portas, em 2008. Ao que se sabe, essa não foi a primeira vez que a cantora investiu em negócios sem sucesso. Jennifer Lopez já havia feito diversas linhas de roupas com seu nome. Todas saíram do mercado.


Pelé


O rei do futebol brasileiro vive às voltas com negócios que não dão certo. No ano passado, Pelé colocou um ponto final na Pelé Sports & Marketing depois de denúncias de que a empresa teria organizado e faturado com um jogo beneficente que não aconteceu. O ex-jogador já havia se envolvido em outros negócios sem sucesso, incluindo indústrias, museus e consórcio de automóveis.

Kanye West


O rapper Americano Kanye West já se mostrava bastante interessado no mercado de moda quando lançou a Pastelle, sua linha de roupas, em 2009. O negócio durou pouco. Muitos acreditam que a atitude do cantor de interromper a colega de profissão Taylos Swift durante um prêmio da MTV pode ter prejudicado sua marca. Ainda no universo da moda, West ajudou a criar linhas para Nike e Louis Vitton. O cantor comanda ainda a KW Foods LLC, que administra uma rede de restaurantes nos Estados Unidos.


Arnold Schwarzenegger


Sylvester Stallone, Bruce Willis, Demi Moore e Arnold Schwarzenegger. O que mais, além de uma superprodução hollywoodiana, poderia reunir esta turma de estrelas? Todos eles investiram na rede de restaurantes Planet Hollywood e viram o negócio derrapar. Em 1991, os artistas se unirem ao ex-CEO do Hard Rock Café para tentar fazer concorrência à rede. Eles ajudariam a promover os restaurantes. Oito anos depois, o Planet Hollywood fez um primeiro pedido de proteção contra falência. Em 2000, Arnold Schwarzenegger saiu da sociedade alegando que o negócio não havia dado o retorno que ele esperava. A empresa, que chegou a ter 80 restaurantes, tem apenas 16 hoje.

Kevin Costner


O ator e músico americano é mais uma celebridade que investiu no mercado gastronômico. Em 1999, Costner abriu o The Clubhouse, na Califórnia. Depois de 10 anos de funcionamento, o estabelecimento foi desaparecendo aos poucos até fechar as portas. O ganhador do Oscar tem ainda interesse por outros negócios bastante variados. Além de um casino com fotos de filmes em que atuou, Costner mantém hoje uma empresa que está desenvolvendo máquinas de separação de petróleo, que seriam úteis em desastres de vazamento de óleo, como o que aconteceu com a British Petroleum no Golfo do México.

Naomi Campbell e Claudia Schiffer


A carreira de modelo costuma ser curta. Para se precaver do fim precoce, as top models Naomi Campbell e Claudia Schiffer – junto com Elle Macpherson e Christy Turlington – investiram no Fashion Café, em 1995, junto com o empresário Tomasso Buti. No centro de Nova York, o restaurante era decorado, como o nome indica, com a temática das passarelas e oferecia um cardápio tipicamente americano, com asas de frango fritas e hambúrgueres. Em três anos, o negócio começou a ficar sem dinheiro e, dizem as más línguas, as modelos acusaram Buti de roubar 25 milhões de dólares do restaurante.

Nenhum comentário: