sexta-feira, outubro 23, 2009

Nove de novembro é o Dia Mundial de Falar em Tiopês



Os americanos têm o “Dia de Falar como Pirata” (talklikeapirate.com). . Os islandeses têm o “Dia de Grunhir Como uma Foca”. Agora, os internautas brasileiros também têm um dia para demonstrar seu bom humor, sua sociabilidade e sua incapacidade para escrever corretamente. Nove de Novembro é o Dia Mudial de Falar em Tiopês.

Mesmo quem não conhece o termo certamente já recebeu mensagens, emails e scraps sobre “secso”, “jente invegosa” ou “comofas pra estalar o soft da maqna de gital”. Esse é o tiopês, uma língua versátil, flexível e molhada que vem penetrando subrepticiamente em nossa vida digital. Promovido pelo CAPELET (Centro Avançado Para o Estudo Linguistico do Tiopês), o Dia Mudial de Flaar em Tiopês foi criado para propagar esse idioma exótico, levemente baseado no português, que ninguém sabe como foi criado, mas que dia após dia encontra um número cada vez maior de praticantes.

Segundo pesquisa elaborada pelo CAPELET, o tiopês já é a língua mais falada pelos brasileiros na Internet. Foi adotado espontaneamente pelos milhões de brasileiros que compraram seu primeiro computador nos últimos anos e entraram na internet estimulados pela esperança de aprimorar seus conhecimentos e encontrar pornografia grátis.

Símbolo da ignorância da juventude brasileira ou exemplo de rebeldia às normas gramaticais impostas pela classe dominante? A polêmica só tende a crescer. “O Tiopês é um dos maiores exemplos de como a internet pode ser construída pelos próprios usuários, de forma participativa, bottom-up e descentralizada, e se transformar num xorume fedorento e incompreensível”, diz Wladimir Lobavsky, especialista em filologia digital. “Mas não há como lutar contra seu uso. O melhor a fazer é ignorar, fingir que não é com voce, desligar o computador e ir ler um bom livro”.

Comofas?
Ao contrário do que muitos pensam, escrever errado é tão ou mais difícil que escrever certo. Não basta trocar letras, comer vogais ou escrever rapidamente. É preciso fazer tudo isso e ainda apertar freneticamente a tecla shift, abreviar palavras e simular um derrame que paralisou parte do seu cérebro. É um esforço intelectual considerável, mas basta um pouco de prática para pegar a manha. Recomendamos acessar sites como Cersibon e Palavra do Dia para entender os rudimentos da novilíngua e não passar vexame. Em caso de extrema necessidade, utilize o
Aus poco vc peg o geito e vai tar flaando alegri e destrovestildo. Cmoe? Flaar o screever? Danomes mo craa. UHAUUAuau. Brinks!

www.geek.com.br

2 comentários:

Paulinho disse...

E eu pensando que Tiopês era o idioma da Tiópia.. na Africa..

ahuahuahuahuhuha

Abração Mary...

๖ۣۜMαđαяα disse...

tiop asho valiod