sexta-feira, outubro 23, 2009

Amigo não se compra, se adota!

Meu nome é HELMER...!!!
Olá!
Eu não tinha nome - Nem casa, nem uma caminha, nem comida, nem água limpa, nem papai nem mamãe...
Eu não tinha nada.
Só a rua pra andar.
Estava muito assustado, porque eu sou muito novinho e tinha medo de tudo porque me chutavam, me jogavam pedra, me enxotavam de todo lugar. Só brigavam comigo!!!
Aí um anjinho me levou até a porta da garagem do papai Waltercidney e da mamãe Iara para me abrigar da chuva.
Eu estava todo molhado, com muito frio, fome e sede quando o papai Walter chegou e me viu. Eu fiquei com muito medo dele. Nem deixei ele chegar perto. Mas depois a mamãe Iara me trouxe ração e eu comi tudinho!!!
Eles me deixaram entrar na garagem - eu descansei e dormi um pouco, mas quando a chuva passou eu fui embora sem que eles vissem.
Eles me procuraram durante dois dias.
Daí eles, mais a Tia Juliana e o Tio Fabiano me acharam deitado junto à sarjeta da praça e me levaram pra casa.
Agora eu tenho tudo o que não tinha e mais... muito carinho.
Eu gosto muito de um colinho!!!
Mas eu tô ficando muito sem-vergonha e saidinho. Já comecei a brincar (e a morder tudo que encontro)...
É só meu papai abaixar que eu... bumba!!! pulo no colo dele!
Agora só falta a Pichu brincar comigo... e eu até acho que ela quer... mas meu papai e minha mamãe têm medo que ela me machuque.
Tô muito feliz na minha casa nova!!! (Já tô até engordando)
Essa é uma história verdadeira, aconteceu na cidade de Pirassununga, interior de SP.
Feira de Adoção



Sábado, dia 24 de outubro, na Alameda Madeira 363, no estacionamento do CompreBem de Alphaville, Barueri, SP.
Quando nosso protetor nos deixou, éramos mais de 120 cães numa chácara.
Muitos de nós foram doados e agora somos 40.
Durante meses ficamos desamparados passando fome, frio e muito medo.
Felizmente fomos abençoados por um grupo de Anjos que hoje nos trazem comida e remédios, além de muito amor e atenção.
Como somos muitos, alguns velhinhos e outros doentes, nossos Anjos precisam de muita ajuda para cuidar de todos.
Nossa recuperação levará tempo, dinheiro e muita dedicação.
Nossas baias precisam de conserto, muitos de nós precisam ser castrados, vacinados, tratados.
Precisamos diariamente de ração e um Anjo que nos alimente, que limpe as nossas baias e que nos dê os remédios e banho.
Você gostaria de nos ajudar?
Seja uma madrinha ou padrinho.
Doe ração, remédios ou coisinhas que o seu cão não precisa mais.
Venha nos visitar! Venha nos conhecer! Venha nos adotar!
Estamos no Vale da Esperança, em Mairinque.
Quer ver nossas fotos e conhecer melhor a nossa história?
Acesse: Queremos muito um lar... !

Contamos com você!

Um comentário:

Rosana Ibanez disse...

Sabe, eu vejo esses rostinhos atrás dessas grades e me dá uma tristeza! Se eu tivesse condições financeiras, compraria um sítio e abriria um canil. Outro dia graças a Deus e a mim, impedi um carchorrinho de ser atropelado. Gritei no meio da rua e acabei assutando não só ele (que parou) como também o motorista do carro (que brecou)e depois acabou rindo da minha atitude.
Bjs e um ótimo fim de semana!