sexta-feira, junho 12, 2009

"Por baixo dos panos"



José Sarney negou ter contratado seu neto, João Fernando Sarney, de forma secreta. A suposta contratação consta em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo que afirma que o neto do presidente foi secretário parlamentar, com um salário mensal de R$ 7,6 mil, mesmo sem ter concluído curso superior.

Segundo Sarney, no entanto, a nomeação do rapaz saiu no boletim administrativo do Senado de fevereiro de 2007. "O que posso dizer é que os jornais estão trabalhando com informação inexata. A contratação do meu neto consta no boletim administrativo de fevereiro de 2007 (...) A nomeação foi feita pelo senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA) sem eu sequer ter pedido", disse.

A publicação da nomeação do neto de Sarney é considerada "secreta" porque foi registrada em um boletim suplementar, que só é publicado tempos após a nomeação ter sido feita e acaba passando despercebido.

Sarney se recusou a admitir que a coisa tenha acontecido "por baixo dos panos", mas garantiu que vai excluir esse tipo de comunicação na Casa. "A partir de agora isso vai acabar totalmente, de uma vez por todas", assegurou.

O neto de Sarney foi exonerado do cargo no dia 3 de outubro de 2008.

2 comentários:

New disse...

Oiêee!
Vim desejar-lhe um delicioso Dia dos Namorados.
Ame bastante e beije muuuuuuiito!!!
Ah... qto ao neto do Sarney quem tomou os eu lugar foi a sua mãe, inclusive no mesmo gabinete. 'Num dianta',né? rsrsrs...

Beijocas.

Paulo Tamburro disse...

Se chegaram a descobrir o neto, se procurarem mais, por debaixo dos outros panos, certamente, encontrarão genros, noras, sobrinhos, afilhados entre outros.

Agora, se investigarem debaixo dos lençóis, o que vai aparecer de amantes daria para ocupar tranquilamente as galerias do senado.(rsrs).

PS.MARY, confesso que que sinto totalmente orfão com o fim do trema.Este "tranquilamente", também!