quarta-feira, abril 01, 2009

Significado de expressões populares

Erro crasso


Significado: Erro grosseiro.

Origem: Na Roma antiga havia o Triunvirato: o poder dos generais era dividido por três pessoas. No primeiro destes Triunviratos , tínhamos: Caio Júlio, Pompeu e Crasso. Este último foi incumbido de atacar um pequeno povo chamado Partos. Confiante na vitória, resolveu abandonar todas as formações e técnicas romanas e simplesmente atacar. Ainda por cima, escolheu um caminho estreito e de pouca visibilidade. Os partos, mesmo em menor número, conseguiram vencer os romanos, sendo o general que liderava as tropas um dos primeiros a cair.
Desde então, sempre que alguém tem tudo para acertar, mas comete um erro estúpido, dizemos tratar-se de um "erro crasso".

Coisas do arco-da-velha



Significado: Coisas inacreditáveis, absurdas, espantosas, inverossímeis.

Origem: A expressão tem origem no Antigo Testamento; arco-da-velha é o arco-íris, ou arco-celeste, e foi o sinal do pacto que Deus fez com Noé: "Estando o arco nas nuvens, Eu, ao vê-lo, recordar-Me-ei da aliança eterna concluída entre Mim e todos os seres vivos de todas as espécies que há na terra." (Génesis 9:16)
Arco-da-velha é uma simplificação de Arco da Lei Velha, uma referência à Lei Divina.
Há também diversas histórias populares que defendem outra origem da expressão, como a da existência de uma velha no arco-íris, sendo a curvatura do arco a curvatura das costas provocada pela velhice, ou devido a uma das propriedades mágicas do arco-íris - beber a água num lugar e enviá-la para outro, pelo que velha poderá ter vindo do italiano bere (beber).


Dose pra cavalo



Significado: Quantidade excessiva; demasiado.

Origem: Dose pra cavalo , dose pra elefante ou dose pra leão são algumas das variantes que circulam com o mesmo significado e atendem às preferências individuais. Supõe-se que o cavalo, por ser forte, o elefante, por ser grande e o leão, por ser valente, necessitam de doses exageradas de remédio para que este possa produzir o efeito desejado.
Com a ampliação do sentido, dose pra cavalo e suas variantes é o exagero na ampliação de qualquer coisa desagradável, ou mesmo aquelas que só se tornam desagradáveis com o exagero.

Memória de elefante

Significado: Ter boa memória; recordar-se de tudo.

Origem: O elefante fixa tudo aquilo que aprende, por isso é uma das principais atrações do circo .


Lágrimas de crocodilo


Significado: Choro fingido.

Origem: O crocodilo, quando ingere um alimento, faz forte pressão contra o céu-da-boca, comprimindo as glândulas lacrimais. Assim, ele chora enquanto devora a vítima.



Não aguentar uma gata pelo rabo


Significado: ser ou estar muito fraco.

Origem: O feminino, neste caso, tem o objetivo de humilhar o impotente ou fraco a que se dirige a referência. Supõe-se que a gata é mais fraca, menos veloz e menos feroz em sua própria defesa do que o gato. Na realidade, não é fácil segurar uma gata pelo rabo, e não deveria ser tão humilhante a expressão como realmente é.

Afogar o ganso


Significado: Relação sexual; masturbação.

Origem: No passado, os chineses costumavam satisfazer as suas necessidades sexuais com gansos. Pouco antes de ejacularem, os homens afundavam a cabeça da ave na água, para poder sentir os espasmos anais da vítima.

Mal e porcamente

Significado: Muito mal; de modo absolutamente errado.


Origem: Inicialmente, a expressão era "mal e parcamente". Quem fazia alguma coisa assim, agia mal, com parcos (poucos) recursos.
Como parcamente não era palavra muito conhecida, o uso popular tratou de substituí-la por outra mais e adequada ao que se pretendia dizer. E ficou " mal e porcamente", numa alusão à imundície suína.

Formiga quer ter catarro

Significado: Diz-se a quem pretende ser mais do que é, sobretudo dirigido a crianças ou inexperientes.

Fila indiana


Significado: fileira de pessoas ou coisas dispostas uma após as outras.

Origem: Forma de caminhar dos índios da América que, deste modo, desapareciam com as pegadas dos que iam na frente.


Andar à toa

Significado: Andar sem destino, despreocupado, passando o tempo.

Origem: "Toa" é a corda com que uma embarcação reboca a outra. Um navio que está "à toa" é o que não tem leme nem rumo, indo para onde o navio rebocador determinar.


Ave de mau agouro



Significado: Diz-se de pessoa portadora de más notícias ou que, com a sua presença, anuncia desgraças.

Origem: O conhecimento do futuro é uma das preocupações inerentes ao ser humano. Quase tudo servia para, de maneiras diversas, se tentar obter esse conhecimento. As aves eram um dos recursos que se utilizava. Para se saber os bons ou maus auspícios (avis spicium) consultava-se as aves. No tempo dos áugures romanos, a predição dos bons ou maus acontecimentos era feita através da leitura do seu vôo, canto ou entranhas. Os pássaros que mais atentamente eram seguidos no seu vôo, ouvidos nos seus cantos e aos quais se analisavam as vísceras eram a águia, o abutre, o milhafre, a coruja, o corvo e a gralha. Ainda hoje perdura, popularmente, a conotação funesta com qualquer destas aves.

Passar a mão na cabeça


Significado: perdoar ou acobertar erro cometido por algum protegido.

Origem: Costume judaico de abençoar cristãos-novos, passando a mão pela cabeça e descendo pela face, enquanto se pronunciava a bênção.

Queimar pestanas



Significado: estudar muito

Origem: Esta expressão, usada até hoje, teve origem nos estudantes de Coimbra, que para estudar à noite, acendiam velas, já que não disunham de luz elétrica. Como a luz era fraca, era necessário colocar as pestanas muito perto do texto, o que às vezes provocava o chamuscamento dos pelos pela chama da vela.



Gatos-pingados


Significado: Usada para quantificar poucas pessoas presentes a um evento.

Origem: Esta expressão remonta a uma tortura usada antigamente no Japão que consistia em derramar óleo fervente sobre pessoas ou animais. Existem várias narrativas ambientais na Ásia que mostram pessoas com os pés mergulhados num caldeirão de óleo quente. Como o suplício tinha uma assistência reduzida, tamanha era a crueldade, que a expressão " gatos pingados" passou a denominar pequena assistência, sem entusiasmo ou curiosidade para qualquer evento.

3 comentários:

Vladimir Polido disse...

Não tive tempo e oportunidade, ainda, para degustar seu blog e, temo estar arriscando comentar algo que já tenha sido postado...

As expressões:

- "outros quinhentos"
- "feito nas coxas"
= "do tempo do Onça"

São bem brasileiras e tem histórias interessantes...

Poderiam estar neste post - ou serrem acrescentadas em um novo post...

Anônimo disse...

E a expressão: "Ta fodida a chiba"?

Mary disse...

Olá amigos leitores, ficamos devendo para um próximo post.
Obrigada pela visita e voltem sempre que puderem.
Abraços