domingo, janeiro 18, 2009

Memória protegida

De novo, as uvas vermelhas fazem bonito. E, desta vez, provam que podem atuar contra os efeitos do mal de Alzheimer.
Pesquisadores do Centro Médico Mount Sinai, em Nova York, nos Estados Unidos, descobriram que os polifenóis da semente da fruta contribuem para o tratamento da doença. E já analisam a possibilidade de criar suplementos com a substância. “Esses compostos têm conhecida ação antioxidante e, em tese, protegem as células do sistema nervoso”, concorda a nutricionista Adriana Kobayashi, de São Paulo. Que faz uma ressalva: “O estudo americano ainda não foi feito em seres humanos. Então, vamos aguardar mais pesquisas”.

Esta não é a única novidade relacionada às uvas. Outra pesquisa americana constatou que vinho tinto protege o pulmão contra câncer.


"RUBI: de origem européia, essa uva é campeã em vitamina C. E, surpreendentemente, contém proteína — só um pouco, é verdade (0,6 grama em 100 gramas da fruta). Esse nutriente não é nada comum nas frutas"


Fonte: Revista Saúde

Nenhum comentário: