quinta-feira, janeiro 29, 2009

Links fraudulentos em propaganda registram maior volume desde 2006

A empresa Click Forensics relatou nesta quarta-feira (28) que 17,1% dos cliques dados em links patrocinados na internet em 2008 resultaram em endereços fraudulentos, também chamados de "click fraud" em inglês. A companhia, especializada em monitoramento e prevenção de crimes na internet, afirma que se trata do índice mais alto desde o começo do registro das "click frauds", em 2006.

O crime de "pay-per-click" (pague por clique) ocorre quando uma pessoa ou software se passa por outra empresa a partir do link, fazendo com que o usuário seja induzido a clicar, e que podem levar a endereços e sites maliciosos, com intenção de roubo de dados.
Também é alarmante, de acordo com a empresa, o fato de que mais de 30% dos links fraudados são oriundos de softwares automáticos, e que 14% deles foram acrescentados no último trimestre.

As "click frauds", comumente encontradas em serviços como o Google AdSense e Yahoo Publisher Network, cresceram para 28,2% no último trimestre, em comparação com o mesmo período antecedente, que registrou 27,1%.

Os números registrados nos EUA são seguidos por países como o Canadá (7,4% de fraudes), Alemanha (3%) e China (2,3%).

Segundo o site TechCrunch, a companhia diz acreditar que o aumento de links fraudulentos ocorre devido à crise econômica, que potencializa atividades criminosas como ataques virtuais para roubo de dados e outros cibercrimes.

Folha OnLine

Nenhum comentário: