sexta-feira, outubro 31, 2008

VOCÊS, JOVENS!!!


Adão Iturrusgarai

Uma simples dor de cabeça ou enxaqueca?


Saiba as diferenças entre um e outro e como amenizar os sintomas.

Quem nunca sofreu de dor de cabeça? Seja como sintoma de algum outro mal ou por estresse, trata-se de algo que afeta ou já afetou grande parte dos indivíduos ao redor do mundo. Não é por acaso, que os seus primeiros registros datam de 6.000 a.C. Hoje, já se sabe que ela tem suas variações e a mais conhecida é a enxaqueca. Segundo a Sociedade Brasileira de Cefaléia (SBCe), esse problema atinge 20% das mulheres e de 5% a 10% dos homens.

Também conhecida como migrânea, a enxaqueca é o segundo tipo de dor de cabeça mais freqüente, como explicam neurologistas. Ao contrário de uma simples dor, trata-se de uma doença neurológica que não surge como sintoma de outros males.

Estudos apontam que ela é acompanhada de outros sintomas como “sensibilidade à luz (fotofobia) e ao barulho (fonofobia), e às vezes também aos cheiros (osmofobia); náuseas e vômitos”. Além destes, existem outros menos freqüentes. São os chamados de aura: distúrbios visuais, como perda de parte do campo visual ou visão de pontos brilhantes ou escuros (escotomas), e distúrbios sensitivos (dormência ou formigamento afetando um lado do corpo). A aura costuma ocorrer antes do início da dor, durando alguns minutos, no máximo uma hora.

Ao enfrentar um quadro assim, o melhor é ter uma dose de rotina e hábitos saudáveis.A privação ou excesso de sono e irregularidade da alimentação com períodos prolongados de jejum podem desencadear crises. A prática regular de atividades físicas, a redução do estresse no dia-a-dia, o lazer, enfim, a busca por qualidade de vida pode ajudar quem sofre com dores de cabeça crônicas a ter seu quadro melhorado, recomenda. Além disso, analgésicos, antiinflamatórios e substâncias específicas para enxaqueca são prescritos.

Perceber se há “precipitantes” ajuda a definir o melhor tratamento. Para isso, quem sofre da doença, deve procurar observar se a dor coincide com o consumo de alguns alimentos como chocolates, queijos ou ainda bebidas alcoólicas. Fora isso, os médicos recomendam o chamado diário da dor. Por meio dele, o paciente vai demarcando os horários, intensidade e se está associada a jejum, menstruação, estresse, ansiedade, dentre outros fatores.

As anotações definem também se o medicamento tem surtido efeito e quais outros fenômenos estão associados como náuseas e vômitos. O diário da dor é útil para identificar o padrão das crises e sua real freqüência, bem como monitorar a resposta ao tratamento, sendo muito importante para o acompanhamento do paciente.


Simples dor de cabeça ou enxaqueca?

A dor de cabeça, mais comum, é chamada de cefaléia do tipo tensional. Em geral, a pessoa não tem sintomas associados, quando isso ocorre trata-se de foto ou fonofobia. Ela freqüentemente está associada a situações de ansiedade, alterações do sono e do padrão alimentar, distúrbios do humor, mas também ocorre sem um fator desencadeante aparente. Desta forma, a cefaléia do tipo tensional é geralmente pontual e não provoca dores por um longo tempo, ao contrário da enxaqueca, que pode desencadear crises de quatro a 72 horas.

Fonte: Unimed do Brasil.

Estuda e saberás, trabalha e terás.

Vocabulário Mineiro



Sotaque mineiro, rico em expressões populares, falado de um jeito ligeiro e simplificando as palavras.


MINERIN = Tipico habitante das Minas Gerais.
I = E (Ex: minino, ispecial, eu i ela, vistido).


UAI = O correspondente ao UÉ dos paulista. Ex: Uai é uai, uai!

ÉMEZZZ? = Minerin querendo confirmação.

ÓIQUI = Minerin tentando chamar a atenção para alguma coisa.

TXII = O irmão do pai ou da mãe (mulher do txii é a txxiiiiaa).

INTORNÁ =Quando não cabe na vasilha. Derramar no paulistanês.

PÃO DE QUEJO =Alimento fundamental na mesa mineira, disputa com o TUTU a preferência dos minerin.

TUTU = Mistura de farinha de mandioca com feijão triturado e uns temperim lá da horta.

TREM = Palavra que nada tem a ver com transporte, e que quer dizer qualquer coisa que o minerin quiser. Ex. Já lavô us trem? Eu comi uns trem. Vamo lá tomar uns trem?

MA QUI BELEEEZZZ = Expressão que exprime aprovação, quando gostou de alguma coisa.

NNN = Gerúndio do minerês. Ex. Brincannno, corrennno, innno, vinnno.

BELZONT = Capital de Minas Gerais.

TRIANGO MINER-RO = Triangulo Mineiro.

BERABA e BERLANDIA = Cidades famosas do Triangulo Mineiro.

PÓPÔPÓ? = A mineira perguntando ao marido se pode por o pó (ao fazer café).

PÓPÔPOQUIN = Resposta afirmativa do marido.

JIGIFORA = Cidade mineira próxima ao Estado do Rio de Janeiro, o que confunde a cabeça do minerin que não sabe se é minerin ou carioca.

ESTAÇÃO = Onde desembarcam os minerin com suas malas cheias de queijo.

COFÓFÔ EU VÔ = Conforme for, eu vou.

OIÓ TÓ = Olha aí, ó, toma...

VARGE = Aquele legume verde rico em fibras.

MAGRILIM = Indivíduo muito magro.

DEUSDE = desde (Ex: Eu sou magrilim deusde que eu era muleque!).

NIGUCIM = qualquer coisa que o minerin acha pequeno.

NUÉMERMO? = minerim procurando concordância com suas idéias.

NUM...NÃO = advérbios de negação usados na mesma frase - Ex: Num vô não. Num quero não. Num gosto não.

ESPIA = nome da popular revista VEJA quando chega na distante e pequena cidade do minerin.

KINEM = advérbio de comparação, igual - Ex: Ela saiu bunita kinem a mãe.

ARREDA = verbo na forma imperativa, semelhante a sair, deslocar-se. - Ex: Arreda pra lá, sô!

IMMM = forma diminutiva Ex. Piquininimm, Lugarzimm, bolimm, vistidimm, sapatimm, etc.

quinta-feira, outubro 30, 2008

Lula passeia pelo Salão do Automóvel


"O Lula foi ao Salão do Automóvel, dizem, para acabar com o estoque de carro a álcool! "


Circulando bem-humorado pelo Salão do Automóvel, em São Paulo, o presidente Lula “dirigiu” vários carros e, em todos que entrava, assumia o volante.

Numa dessas vezes, ele saiu do banco do motorista e largou a direção para a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que estava ao seu lado, no banco de passageiros.

– Assume aqui (o posto ao volante) – disse Lula para Dilma.

O governador José Serra (PSDB) estava do lado de fora do carro e olhava atentamente o presidente Lula deixar o volante para Dilma.

Lula chegou a chamar Serra para outro “test drive” de um dos modelos expostos no salão, aberto ontem à noite no Parque do Anhembi, em São Paulo. Mas Serra teve de se contentar em ficar no lado do carona – Lula não passou o volante para o tucano.

Em outro dos vários veículos experimentados pela comitiva, Serra foi para o banco traseiro para dar a Dilma o lugar da frente, ao lado de Lula.

A ministra é cotada para disputar a sucessão presidencial, lançada pelo próprio Lula. Serra trabalha dentro do PSDB para cacifar seu nome como o candidato de oposição em 2010.

O prefeito Gilberto Kassab (DEM), que acompanhava ao lado de Serra o périplo das autoridades, não foi convidado por Lula para um “passeio”.

Cuidado com a mão boba

Camisetas mudam de cor conforme a temperatura

Acaba de chegar à recém-aberta loja da American Apparel nos Jardins uma linha de camisetas que muda de cor conforme a temperatura do corpo.

A novidade se deve ao pigmento sensível ao calor usado na tintura do fio. Disponíveis nas cores rosa, verde, laranja, cinza e azul as camisetas (R$ 113), vão clareando até chegar ao branco e formando desenhos com aspecto tipo tie-dye, meio batik. Bem legal!

Rafinha: 'Na internet, público quer boas idéias'


Apresentador que começou na internet dá dicas para quem quer ter ‘sucesso virtual’

Rafinha Bastos não garante o sucesso, mas resume em cinco dicas os caminhos para se dar bem na internet: se informar, experimentar, produzir, divulgar e fidelizar. Para o apresentador do CQC, mais do que querer ser famoso, o internauta tem de fazer o que gosta. “Eu sempre me diverti”, garante.

O apresentador abriu seu primeiro site Página do Rafinha em 1998. “Há dez anos, tive uma boa idéia. Naquela época, ninguém produzia vídeos para a internet.” A página, criada apenas para a diversão dos amigos, passou a receber visitas de internautas de todo o País, chegando a ter 20 mil acessos diários. “Hoje, é fácil abrir um blog. Mas, antes disso, a pessoa precisa se informar sobre o que está acontecendo na internet. Não basta começar a escrever e achar que as pessoas vão ler. Você precisa absorver as referências e o que está sendo produzido para se diferenciar do que já existe”, ensina.

Mais do que dominar os complicados códigos de programação, o comediante explica que o internauta precisa fornecer idéias. Sem elas, uma página bonitinha e funcional simplesmente não funciona. “Escolha a sua forma de comunicação: vídeo, áudio, texto... Daí a importância de se ter boas idéias.”

Outra dica importante, diz Rafinha, é produzir e aprender com os erros. “Só não dá para copiar. Produza todos os dias em cima do formato que você escolheu.”

O apresentador ressalta que, com o Google, as pessoas podem até descobrir o seu site, mas é importante que haja divulgação. “Converse com outros blogueiros, coloque links de outros blogs em sua página. As pessoas precisam chegar até você.”

Material original, público e divulgação. Falta agora um item considerado essencial pelo comediante: fidelização de leitores. “Não basta ter uma boa sacada. Na internet, tudo é esquecido rapidamente. É preciso produzir sempre coisas novas.”

Rafinha lembra que a internet não gera finanças. “É uma geradora de oportunidades.” Para os novatos, um último recado: “Nunca quis ser famoso. Rico ninguém vai ficar. A principal dica é se divertir.”

Jornal da Tarde

Fiat do Salão do Automóvel para o Terra


A partir de hoje(30), quem acessar a TV do Portal Terra (http://fiat.terra.com.br)
poderá conferir em tempo real tudo o que acontece no estande da Fiat, durante os dez dias do 25º Salão Internacional do Automóvel. Desenvolvida pela AgênciaClick, a ação contará com dez câmeras que mostrarão todas as novidades do estande de quase três mil metros quadrados. Além disto, serão transmitidas entrevistas com os executivos da montadora e depoimentos dos visitantes.

Quebre as regras Nutrição


Histórias envolvendo alimentos e saúde costumam ter origem em estudos científicos.
Quem quer emagrecer muitas vezes contrata um nutricionista para montar um cardápio adequado ao seu dia-a-dia e suas necessidades. O problema é que, ao receber as sugestões de alimentações, alguns pacientes ficam em dúvida sobre algumas das escolhas feitas pelo especialista.

Muita gente acredita, por exemplo, que carne vermelha pode causar câncer, entre outros mitos da nutrição.

"A maior parte dos mitos tem origem em trabalhos científicos, em que se reproduz uma situação diferente do dia-a-dia das pessoas", afirma a nutricionista carioca Patrícia Haiat em entrevista ao site da revista MEN’S HEALTH.

Ela explica que um trabalho que mostra que carne vermelha causa câncer pode ter sido feito com os participantes confinados comendo determinada quantidade de carne sem fazer exercícios.

"Assim, não é possível dizer que os efeitos negativos vão se repetir em situações normais", diz Patrícia.

quarta-feira, outubro 29, 2008

Treino da Argentina

Sob o comando de Maradona, o novo treinador da seleção argentina, jogadores fazem o primeiro treino coletivo.

A letra"P" Apenas a lingua portuguesa nos permite escrever isso...


O cara que escreveu isso é bom em português, mas é maluco e tem tempo...

Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir.

Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas.
Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para Papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris. Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los.

Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas. Pisando Paris, permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se.
Profundas privações passou Pedro Paulo. Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo... Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses. -Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo.

Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir. Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porém, Papai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para Papai Procópio para prosseguir praticando pinturas.
Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém, Papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu: Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias? Papai proferiu Pedro Paulo, pinto porque permitiste, porém, preferindo,poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal.

Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando.
Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus. Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, Papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito.

Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo Pereceu pintando... '
Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar. Pensei. Portanto, pronto pararei.

E você ainda se acha o máximo quando consegue dizer:
'O Rato Roeu a Rica Roupa do Rei de Roma.'?

via e-mail

Escrevendo sem a letra "A"



É possível sim!
Incrível e possível!
Um texto sem a letra "A"

Sem nenhum tropeço posso escrever o que quiser sem ele, pois rico é o português e fértil em recursos diversos, tudo isso permitindo mesmo o que de início, e somente de início, se pode ter com impossível.
Pode-se dizer tudo, com sentido completo, mesmo sendo como se isto fosse mero ovo de Colombo.
Desde que se tente sem se pôr inibido pode muito bem o leitor empreender este belo exercício, dentro do nosso fecundo e peregrino dizer português, puríssimo instrumento dos nossos melhores escritores e mestres do verso, instrumento que nos legou monumentos dignos de eterno e honroso reconhecimento. Trechos difíceis se resolvem com sinônimos. Observe-se bem: é certo que, em se querendo esgrime-se sem limites com este divertimento instrutivo. Brinque-se mesmo com tudo. É um belíssimo esporte do intelecto, pois escrevemos o que quisermos sem o "E" ou sem o "I" ou sem o "O" e, conforme meu exclusivo desejo, escolherei outro, discorrendo livremente, por exemplo sem o "P", "R" ou "F", o que quiser escolher, podemos, em corrente estilo, repetir um som sempre ou mesmo escrever sem verbos. Com o concurso de termos escolhidos, isso pode ir longe, escrevendo-se todo um discurso, um conto ou um livro inteiro sobre o que o leitor melhor preferir. Porém mesmo sem o uso pernóstico dos termos difíceis, muito e muito se prossegue do mesmo modo, discorrendo sobre o objeto escolhido, sem impedimentos. Deploro sempre ver moços deste século inconscientemente esquecerem e oprimirem nosso português, hoje culto e belo, querendo substituí-lo pelo inglês. Por quê?
Cultivemos nosso polifônico e fecundo verbo, doce e melodioso, porém incisivo e forte, messe de luminosos estilos, voz de muitos povos, escrínio de belos versos e de imenso porte, ninho de cisnes e de condores. Honremos o que é nosso, ó moços estudiosos, escritores e professores.
Honremos o digníssimo modo de dizer que nos legou um povo humilde, porém viril e cheio de sentimentos estéticos, pugilo de heróis e de nobres descobridores de mundos novos.
via e-mail (desconheço a autoria)

terça-feira, outubro 28, 2008

Los hermanos argentinos



Smart será lançado no Brasil


A montadora alemã Daimler vai lançar seu minicarro Smart no Brasil em abril de 2009.

A companhia planeja vender o veículo de dois assentos nos centros urbanos brasileiros, começando por São Paulo.

A Daimler participa do Salão do Automóvel, que tem início nesta semana na capital paulista. A Daimler observou que cerca de mil novos veículos são registrados por dia em São Paulo e que uma média de 6 milhões de carros circula pelas ruas da cidade.

"Essas são condições ideais para um veículo inovador, eficiente no consumo de combustível e ágil para estilos de vida urbanos", afirmou a montadora em comunicado.

O pequeno carro já está disponível em 37 países, incluindo os Estados Unidos, desde janeiro deste ano.

Desde então, 20 mil Smart foram entregues a consumidores norte-americanos, segundo a Daimler. A montadora informou que, a partir de meados de julho, o Smart também estará disponível na China.

As informações são da Dow Jones e Agência Estado.

Coleção de rótulos de cerveja - 120 anos da Brahma


Na próxima semana os consumidores de cerveja poderão começar uma coleção inusitada. Trata-se de latas com rótulos históricos da Brahma.

A ação faz parte das comemorações de 120 anos da marca. Ao todo, serão 11 opções de embalagens, com tiragem limitada.

As latas trarão ilustrações, que mostram a evolução da Brahma ao longo do tempo. Entre elas, o primeiro rótulo de Brahma, de 1888, que trazia o desenho de uma mulher envolta em ramos floridos de lúpulo e cevada.

As latas com rótulos comemorativos serão encontradas por tempo limitado. Copos com os rótulos e outros produtos alusivos aos 120 anos também estarão disponíveis para os consumidores. A previsão é de lançar mais novidades até o fim do ano.

Abra sua Long Neck no ante-braço

Festa de Haloween

Fantasiadas de "Irmã Ali" e "Irmã Santana", duas cadelas da raça Chiuaua participam da festa de Haloween em Forth Smith, no estado norte-americano de Arkansas.


FOTO: KAIA LARSEN/ASSOCIATED PRESS

Presidente Lula cai em pegadinha de emissora de TV espanhola

A rede de televisão espanhola Sexta transmitiu, na última segunda-feira (27), um vídeo de um minuto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva caindo em uma pegadinha do humorista Jordi Evole, famoso na Espanha e conhecido como El Follonero.

Há duas semanas Lula foi à cidade de Toledo acompanhado do Rei Juan Carlos. Durante todo o dia, foi perseguido pela brasileira Patrícia Miranda, que insistia para o presidente falar com seu pai em um celular. No entanto, quem estava do outro lado da linha era o humorista, que se passou por brasileiro.

Ao atender o telefone, Evole aclamou o Corinthians. "Presidente, viva o Corinthians", disse a Lula, que respondeu "viva". Enquanto o humorista continuava falando, Lula respondia apenas "um abraço meu querido, um abraço meu querido", informou o Estadão.

Ao perguntar ao petista se o rei Juan Carlos havia dito a ele "porque não te calas, como disse ao (Hugo Chavez)", Lula riu e respondeu: "isso". El Follonero ainda disse "presidente, para lidar com a crise financeira, menos samba e mais trabalho, certo". No fim, a pedido do falso pai de Patricia, o presidente deu um beijo na testa dela.

Lula caiu na pegadinha enquanto entrava em um evento. Ele estava se esquivando de falar com os brasileiros que o observavam do outro lado da rua, mas foi incentivado pelo primeiro-ministro espanhol José Luis Rodriguez Zapatero, que disse: "Olhe lá os brasileiros".

Os seguranças e assessores não perceberam o que estava acontecendo. Um membro da segurança do governo espanhol chegou a reconhecer o cinegrafista da equipe do programa, mas ele conseguiu despistar.

Para assistir o vídeo ►clique aqui .

Brasília quase 40 graus


O calor da tarde desta terça-feira em Brasília foi infernal e histórico. A temperatura máxima foi de 35,8 graus, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia. Foi não só a maior temperatura de 2008, mas também a maior já registrado na capital federal desde 1960, quando começaram as medições regulares e a construção da cidade.

Leia mais ► Brasília registra o dia mais quente desde 1960

Confissão online atrai milhares de pecadores nos EUA


Numa sociedade na qual é comum usar a Internet para operações cotidianas como pagar contas, fazer compras ou reservas em restaurantes e cinemas, cada vez mais pessoas aproveitam a comodidade e o anonimato da rede para expiar suas faltas. Sites como ivescrewedup.com
forgivenet.com , mysecret.tv ou permitem compartilhar anonimamente os pecados com o resto da comunidade e, ainda que não ofereçam absolvição, ao menos trazem algum alívio aos pecadores - além de atrair milhões de visitas.

"Sou um viciado em pornografia. Começou quando estava na sexta série primária", diz um dos usuários do mysecret.tv Cerca de 2,5 mil confissões atualmente publicadas no site estão relacionadas a sexo, pornografia ou adultério.

Estes sites são gerenciados por igrejas de fé protestante ou luterana, que não vêem a confissão como um processo no qual a participação de um pároco seja absolutamente necessária. O reverendo Bobby Grunewald, porta-voz da LifeChurch.tv, um consórcio de 13 igrejas evangélicas de Oklahoma, Estados Unidos, que gerencia o mysecret.tv, reconheceu que o sucesso de seu portal, criado há dois anos, foi uma surpresa.

"Quando começamos, recebíamos mais de 1,3 milhão de visitas por dia", conta Grunewald. O projeto era, em princípio, destinado aos membros da igreja, mas dada a sua popularidade, os responsáveis decidiram que deveria permanecer aberto para todos.

Grunewald não acredita que a confissão online possa suplantar a confissão cara a cara, mas diz que portais como o mysecret.tv ajudam as pessoas a dar um primeiro passo e reconhecer seus segredos mais turvos.

"Consideramos que o site é um catalisador e esperamos que seja o princípio de um processo que leve as pessoas a falar com seus familiares ou com os membros da igreja", destaca o reverendo.

Tanto no mysecret.tv como em sites similares, as confissões são anônimas, o que apresenta um problema se houver suspeita de que, mais que um pecado, trate-se de um delito. "Matei quatro pessoas. Uma delas era um rapaz de 17 anos", confessa um usuário do ivescrewedup.com, ainda que o resto da mensagem faça pensar que se trata do testemunho de um soldado em território de guerra.

"É difícil reagir nestes casos porque o site é totalmente anônimo e sequer temos a possibilidade de rastrear o protocolo IP" para identificar o internauta, disse Grunewald.

A Igreja Católica se opõe oficialmente à confissão online, mas algumas paróquias norte-americanas também estão usando fórmulas de modernas para atrair os fiéis ao confessionário. Segundo um estudo da Universidade de Georgetown, 42% dos católicos dos Estados Unidos não se confessam nunca, 14% o fazem uma vez ao ano e apenas 2% reconhece ir ao confessionário regularmente.

A arquidiocese de Washington, por exemplo, criou no ano passado anúncios em rádio para promover a confissão e, em Chicago, cinco paróquias lançaram a campanha "24 horas de Graça" com o mesmo objetivo.

Na última quaresma (período de 40 dias antes da Páscoa observado pelas igrejas Católica, Anglicana e outras protestantes), as dioceses da Filadélfia (Pensilvânia), Fênix (Arizona) e Toledo (em Ohio) criaram programas especiais para facilitar a prática deste sacramento - a confissão - aos fiéis.

Algumas paróquias ampliaram seus horários de confissão, por exemplo, ou habilitaram confissões em lugares como centros comerciais.

Redação Terra
Imagens Google

Como fazer um homem lavar roupa!

Gato faminto

Já se sabe que cães e gatos não são iguais. Enquanto que os cães se sentem felizes servindo, os gatos se sentem felizes quando estão à vontade para fazer o que querem. Alguns gatos ficam simplesmente histéricos quando vêem determinados alimentos e não sossegam enquanto não pegar...

Marcelo Tas conta que rolou química imediata entre âncoras e repórteres do “CQC”


Apresentador pensou durante quatro meses antes de aceitar proposta da Band

No ar, com o programa de sucesso “CQC”, da Band, Marcelo Tas abre sua privacidade para a revista CONTIGO! e confessa ser amante da noite, mas não boêmio. Tas garante que levou quatro meses para aceitar a proposta da emissora para ser âncora do programa porque não sabia como seria coordenar seus pupilos. “É um monte de moleques, né? Mas eu chamo de sorte, porque rolou uma química imediata. O diretor tinha nos dado dois meses para começarmos a fazer ao vivo, mas já no segundo episódio estávamos no ar sem ser um programa gravado”, conta.




Como bom adorador da noite, Tas diz que, junto dela, chegam sinucas e karaokês. “Não sou boêmio, mas gosto da noite. Venho jogar sinuca com meus amigos pelo menos uma vez por mês”, revela. Durante entrevista à CONTIGO!, o apresentador arriscou a música “Cadeira de Rodas” para a repórter. “'Descobri que tenho um repertório brega oitentista que Rafinha Bastos (outro apresentador do CQC) conhece. Às vezes fazemos serenatas relâmpagos para quem não conhecemos na rua”, brinca.

Para relaxar, Marcelo gosta da meditação. “Faço siddha ioga, uma filosofia da Índia que eu já pratico há 16 anos. O único objetivo é acalmar a mente. Procurei por isso em uma fase em que eu estava inquieto e insatisfeito”, conta.

Com informações da Abril.com

Detector de cofrinho promete acabar com o constrangimento


O nosso - e o dos outros também!

A indústria da moda já fez sua parte, trazendo a cintura alta de volta ao mundo dos artigos fashion usáveis. Mas tem quem continue amando uma calça de cintura baixa. Resultado: o popular cofrinho vai continuar aparecendo em qualquer movimento mais brusco.

Amy Khoshbin criou uma ferramenta que faz com que o usuário passe menos vergonha. O“CoinSlotDetector” (na tradução: detector de cofrinho) tem efeito vibratório toda vez que o cofrinho fica de fora. Ele consegue perceber isso porque possui um detector de luz – se o cofre fica de fora, a quantidade de luz que “entra” na região é maior e o detector vibra.

Fica a cargo de cada um deixar o cofrinho aparecer após o aviso. Quem ficou interessado precisa colocar a mão na massa: Amy não vende o produto e sim ensina a fazer no site Instructables . Pratique tudo o que você sabe sobre mecânica...

É isso...





Nova Dupla Sertaneja!

segunda-feira, outubro 27, 2008

VW quer batizar novo mascote


A Volkswagen do Brasil acaba de lançar um concurso para batizar seu novo mascote, um robô.

A promoção "Fabuloso Nome do Robô" receberá sugestões de nomes até o dia 5 de novembro.

O autor do nome mais criativo batizará o robô do Sr. Wagen e ganhará um Novo Gol 1.0. O Segundo e o terceiro lugares serão premiados com um iPod Touch 8GB.

Os dez melhores nomes registrados serão avaliados por uma comissão julgadora, que incluirá o presidente da Volkswagen do Brasil, no hotel Holiday Inn. Os critérios de escolha serão a criatividade e a pertinência do nome. De lá sairão três finalistas.

Os três nomes escolhidos serão colocados em votação no hotsite da promoção entre a 0h do dia 7 e 12hs do dia 9 de novembro. O resultado final será divulgado no dia 9 de novembro, após às 17h, no encerramento do Salão do Automóvel e também no próprio site.

O consumo supérfluo

Perigo, incenso!


A notícia é de alarmar quem nunca dispensa os aromatizadores de origem oriental.

Cientistas capitaneados pelo Statens Serum Institut , na Dinamarca, acabam de desvendar um elo entre o uso constante de incenso e o risco de tumores na garganta, na boca e nas fossas nasais. Eles avaliaram mais de 60 mil habitantes de Cingapura que não apresentavam sinais da doença entre 1993 e 1998 e os reexaminaram em 2005. Daí veio a conclusão: tiveram mais tumores os indivíduos que se expunham freqüentemente à fumaça perfumada. “O incenso exala compostos cancerígenos, como o benzeno”, afirma o pneumologista Lúcio dos Santos, do Hospital A.C. Camargo , em São Paulo. O produto, no entanto, não foi associado a problemas no pulmão. “É provável que, como a fumaça se espalha no ambiente, uma menor quantidade chegue até esse órgão”, diz o especialista.

DE OLHO NA FUMAÇA
Preocupada com o aumento das vendas de incenso no Brasil, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, a Pró-Teste , levou no início do ano cinco marcas do produto — todas indianas — ao laboratório para investigar possíveis riscos. “Os testes mostraram que elas contêm substâncias prejudiciais à saúde”, conta Maria Inês Dolci, coordenadora do instituto. “O problema é que ainda não há uma legislação específica para o assunto nem uma fiscalização por parte de órgãos públicos”, afirma. Para se ver livre do perigo, não use incensos com freqüência, nunca os acenda em locais fechados e evite os que lançam fumaça demais.

Com informações da Abril.com

Curtinha

Marido e mulher deitados na cama.
Ela sente a mão dele acariciando o ombro dela.

Ela:

- 'Ah, que sensação gostosa!'

A mão dele passando pelos seios dela.

Ela:

- 'Nossa, querido, isso é maravilhoso!'

A mão dele passando entre as coxas dela..

Ela:

- 'Oh, amor, não pare!'

Mas ele pára.

Ela:

- 'Por que você parou???'

Ele:

- 'Achei o controle remoto!

domingo, outubro 26, 2008

Após algumas cervejas tudo muda

Cyndi Lauper no Brasil


A cantora ícone pop dos anos 80 Cyndi Lauper fará 5 apresentações no Brasil. Datas e locais confirmados: Belo Horizonte (11/11), São Paulo (13/11), Rio de Janeiro (15/11), Curitiba (17/11) e Porto Alegre (19/11).
Cyndi Lauper já esteve no Brasil em 1989 e 1994. Autora de grandes hits dos anos 80 com True Colors, Time After Time e Girls Just Wanna Have Fun, sempre com visual new wave e colorido, a cantora se apresenta trazendo músicas no seu novo álbum, Bring Ya to the Brink e também deve cantar velhos clássicos. Uma boa pedida para os fãs. Cyndi também marcou sucesso com duas canções no filme Goonies de 1985, The Goonies 'r' Good Enough e What a Thrill.

Cai fora de São Paulo, seu lugar não é aqui, aproveita “relaxa e goza”

sexta-feira, outubro 24, 2008

Candidata Marta Suplicy (PT) diz que ainda tem chances de vencer

Polícia italiana recebe Gallardo LP560-4



Nova viatura supera a barreira dos 300 km/h

Os motoristas italianos terão mais um motivo para pensar duas vezes antes de infringir as leis de trânsito. Tudo porque a polícia daquele país, que já contava com uma frota de Lamborghini, acaba de receber a Gallardo LP560-4.

As novas viaturas, que prestarão serviço no Departamento de Polícia Rodoviária de Lazio, contam com 560 cavalos de potência debaixo do capô. Caracterizada nas cores azul e branco – que tradicionalmente identificam os “carabinieri”, como são chamados os policiais italianos -, a Gallardo é capaz de atingir a velocidade máxima de 326 km/h.

Além da presença intimidadora, o esportivo é equipado com todo o aparato das viaturas, como suporte para armas de fogo, equipamento de rádio patrulha e a “paletta”, objeto semelhante ao “pirulito” utilizado na F-1 e que sinaliza aos motoristas infratores para encostarem.

Segundo a Lamborghini, os 30 policiais autorizados a dirigir o Gallardo Polizia receberam treinamento especial, tanto para conduzir o veículo como para utilizar os recursos tecnológicos instalados no carro.

Quatro Rodas

Na pele dos especialistas


Sete renomados dermatologistas revelam como cuidam de sua própria pele. Aprenda os truques dos especialistas, de receitas caseiras a tratamentos ultramodernos.

ÉPOCA conversou com sete reconhecidos dermatologistas para saber como eles tratam da sua própria pele. As respostas foram as mais diversas: de alimentação balanceada e filtro solar a inovadoras técnicas de rejuvenescimento.

Visita inusitada

O melhor do humor gráfico brasileiro na Internet









Cachaça, rejeitada e adorada


Diz uma quadrinha cearense que somente duas “nações” não bebem cachaça, o sino e o ovo. O sino porque tem a boca para baixo e o ovo porque está cheio. Subproduto do refino do açúcar, a cachaça está tão intimamente ligada à história do Brasil que chega a se confundir com ela. Moça-branca, caninha, canha, chica-boa, choro-de-mulata, concentrada, gato, ginger, isca, martelo, quebra-goela. São quase infinitos os sinônimos para a bebida em português.

A história da aguardente no país não começa com a chegada dos portugueses no século XVI, como se pode pensar. A disseminação do uso da cachaça data apenas do século XVIII, ainda que muitos bebessem a garapa fermentada logo nos primeiros tempos da colonização. Ao longo de sua trajetória, a aguardente foi vista como uma bebida de escravos ou de homens muito pobres. Tão malfalada que pouco se sabe sobre seus rituais e sua importância para o país.

Como muitas outras bebidas, na aguardente se misturam vícios e proibições, amores e abusos. No final do século XVIII, ela era o oitavo produto na pauta de exportações da colônia, mas sua fabricação era proibida. Afinal, a mão-de-obra escrava tinha de ser usada para fazer o açúcar e não a cachaça, que acabava sendo consumida na própria colônia. A “mardita” foi usada como moeda de troca no tráfico negreiro com a África, além de ter sido um dos maiores dinamizadores do mercado interno brasileiro no final da colônia e durante todo o império. Sua fabricação fez fortunas, sustentou pequenas vendas e alambiques, movimentou o comércio de cidade e regiões.

A técnica era simples e não requeria muito conhecimento. A produção não muito extensa tinha um mercado garantido. Mercado este composto não apenas por escravos, libertos, forros, lavradores pobres, donos de pequenos armazéns ou mineradores. A aguardente de cana era uma unanimidade, bebida por todos os segmentos da população, ainda que membros da elite escondessem suas preferências. Afinal, como diz o ditado, “mulher e cachaça em toda parte se acha”.

Com informações da História Viva

quinta-feira, outubro 23, 2008

Exercite seu cérebro


Efeitos das pesquisas na Internet

Cientistas da Universidade da Califórnia descobriram que adultos de meia-idade e mais velhos, ao fazer pesquisas na Internet, acionam centros vitais no cérebro que controlam os processos de tomada de decisão e de raciocínios complexos.

As descobertas demonstram que a atividade de pesquisar na Internet pode ajudar a estimular e possivelmente melhorar as funções cerebrais. O estudo é o primeiro a avaliar o impacto que pesquisar na Internet tem sobre o desempenho cerebral e será publicado no American Journal of Geriatric Psychiatry.

Melhorando o cérebro

"Os resultados do estudo são encorajadores, as tecnologias computadorizadas emergentes podem ter efeitos psicológicos e potenciais benefícios para adultos de meia-idade e mais velhos," comenta o coordenador da pesquisa, Dr. Gary Small. "Pesquisar na Internet aciona uma complicada atividade cerebral, que pode ajudar a exercitar e melhorar a função cerebral."

Evitar que o cérebro envelheça

À medida que o cérebro envelhece ocorre uma série de alterações estruturais e funcionais, incluindo a atrofia, reduções na atividade celular e aumento nos depósitos de placas amilóides e enovelamentos da proteína tau, que podem impactar negativamente as funções cognitivas.

O Dr. Small destaca que o engajamento em atividades que mantenham a mente ativa podem ajudar a preservar a saúde do cérebro e a habilidade cognitiva. Tradicionalmente essas atividades incluem jogos como palavras-cruzadas, mas, com o advento da tecnologia, os cientistas estão começando a avaliar a influência do uso do computador - incluindo a Internet.


►Os Sete Princípios de André Vermeulen

1.. Estimule-se fisicamente. Mova-se. Dance, faça exercício aeróbico, nade, jogue tênis, futebol.
Faça exercícios de lateralidade, por exemplo, com a mão esquerda toque sua orelha direita e com a mão direita toque seu nariz. Agora vice-versa e repita várias vezes até dominá-los.

2.. Tome oito copos de água. De acordo com os especialistas, isso não é opcional, é obrigatório se quisermos que nosso cérebro funcione de uma maneira ótima. E se estamos estressados, devemos aumentar para 16 copos de água ao dia. 90 por cento do volume de nosso cérebro está composto por água e é o principal veículo das transmissões eletroquímicas.

3.. Oxigenize-se. Caminhe diariamente. Antes um trabalho que necessite de concentração respire fundo. Respire em 4 tempos, segure o ar em 16 e exale em 8. O doutor Otto Warburg, Prêmio Nobel de Fisiología, fez uma experiência na qual conseguiu converter células sãs em malígnas,
através do simples procedimento de reduzir-lhes o oxigênio. Fique rodeado de plantas.
Sabia que uma só planta pode remover partículas contaminadas do ar em um espaço de 9 metros quadrados? Aumentam nossa produtividade em 10%.
Algumas plantas como as dálias provaram ser as melhores para isso.

4.. Consuma alimentos para o cérebro. Cinco porções de fruta e verduras ao dia, sementes, alho, grãos completos, cogumelos, azeite extra-virgem e proteínas. O peixe literalmente proporciona a formação de novas células nervosas.

5.. Pense positivamente. Os pensamentos negativos geram químicos que bloqueiam a conecção entre os neurotransmissores. Como dizia Henry Ford:
"Se pensas que podes o que não podes, sempre estarás com a razão".

6.. Escute música barroca. Ajuda a criatividade. Facilita o aprendizado. Um fazendeiro comprovou que ao colocar música barroca para suas vacas, houve um aumento na produção de leite e de glóbulos brancos.

7.. Libere seu cérebro. Se não o usarmos, o perderemos. Jogue xadrez, resolva palavras-cruzadas, aprenda a tocar um instrumento, faça matemática, viaje a lugares novos, vá a
exposições de arte, leia, estude algo. Escreva e desenhe com as duas mãos. Abra sua mente a novas experiências e formas de pensar. Tudo isso faz com que o cérebro funcione melhor.

Podemos concluir que neste chamado "Milênio da Mente", a única maneira de ser competitivo é manter um equilíbrio em nossas vidas, é alimentar o espirito e é não trabalhar demais, e sim trabalhar melhor….!