sexta-feira, fevereiro 29, 2008

Samba do cientista louco

RIO DE JANEIRO - Nelson Rodrigues contava que, toda madrugada, acordava com a úlcera em chamas e, de pijama e meias, ia à cozinha tomar um copo de leite para aplacá-la.
Com o leite, a úlcera amansava e, dizia, só faltava ronronar como uma gata amestrada. Nelson morreu em 1980, de outras causas. Imagino seu choque, hoje, se soubesse que, segundo as últimas descobertas da ciência, leite é um veneno para quem tem úlcera.
E a manteiga? Depois de séculos sendo louvada, com justiça, como uma das maiores invenções do homem, levou os últimos 50 anos acusada de vilã para vários órgãos, inclusive o coração.
Para a ciência, boa mesmo era a insípida, insossa e inodora margarina. Agora a mesma ciência, num lance de gênio, concluiu que a margarina é que é a vilã, por causa da mortal gordura trans.
E temos a saga e anti-saga do ovo. Certo dia, decretaram que ele era o pior inimigo do colesterol e do coração, e só faltaram proibir as galinhas de produzi-lo.
Pois, há pouco, descobriram que, ao contrário, ele faz bem ao coração, porque ajuda a emagrecer, não influi no colesterol e até protege nossos olhos dos raios ultravioleta -o que é ótimo, porque nos permitirá ir à praia sem óculos escuros.
Sem falar no café. Por conter cafeína, ele também já freqüentou todas as listas negras. Criaram inclusive o café descafeinado.
Pois os cientistas vêm de concluir que a cafeína é uma maravilha: estimula o sistema nervoso central, o coração, os vasos sangüíneos e os rins. Já o café descafeinado faz subir a pressão e aumenta o colesterol e o risco de doenças cardíacas.
Finalmente, esta semana, a ciência mandou dizer que, ao contrário do que ela própria afirma há anos, o açúcar é uma beleza e são os adoçantes que engordam! É o maravilhoso samba do cientista louco, em cuja letra certeza rima com dúvida.

Ruy Castro

O Mercado Está Inundado Com Produtos Falsos

O primo da SONY
Os primos da Fanta - Coca e Sprite
O primo da NIKE
O Primo do MacDonals

O primo da PUMA

O primo da ADIDAS

O novo salário mínimo começa a valer neste sábado, 1º de março.








quinta-feira, fevereiro 28, 2008

25 dias que mudaram tudo no mundo da tecnologia

O primeiro sucesso da IBM


9 de setembro de 1986
Nos primeiros anos da era dos PCs, a IBM enfrentou pouca concorrência de outros fabricantes de computadores com DOS. Mas quando a Intel ampliou o poder de fogo dos chips - de 16 para 32 bits -, padrão que permanece até hoje, a Compaq surpreendeu a Big Blue ao oferecer um PC a um preço muito competitivo (6.499 dólares) e que logo conquistou o mercado.


A Microsoft cria o Office
1 de agosto de 1989
Poucos se lembram de que o Microsoft Office foi lançado como uma suíte para Macintosh, custava 500 dólares e continha três já populares programas: Word, Excel e PowerPoint. A versão Windows veio só um ano depois.


Desktops viram estúdios fotográficos


19 de fevereiro de 1990
Thomas Knoll se frustrou com sua tese de doutorado sobre processos de imagem digital. Seu irmão, John, um funcionário da Industrial Light and Magic, o convenceu a transformá-la em um software que chamavam de ImagePro. O Vale do Silício não deu importância para a idéia e John então a ofereceu para a Adobe. Assim nasceu o Photoshop.



Microsoft emplaca o Windows



22 de maio de 1990
Os primeiros lançamentos do Windows não fizeram tanto sucesso. Porém com memória virtual e proteção, a versão 3.0 finalmente transformou os PCs em máquinas multifuncionais. A Microsoft vendeu aproximadamente dez milhões de cópias do Windows 3.0.





A Internet se torna um negócio





24 de maio de 1991
No início, o tráfego comercial na internet significava e-mails da DEC e da IBM. Pouco tempo depois, foi lançada a loja de livros online Cadabra, que depois virou a Amazon. Hoje esse mercado movimenta 100 bilhões de dólares por ano e continua em expansão.

Linus dá vida do Linux




5 de outubro de 1991
O estudante Linus Torvalds postou uma mensagem no newsgroup.comp.ps.minix: “... Estou trabalhando em uma versão gratuita de minix para computadores AT-386. Por quê? Porque esse é um programa para hackers feito por um hacker”. Para surpresa dele, os hackers que não tinham dinheiro para comprar hardwares mais caros aderiram ao Linux, que junto com o FreeBSD permitiu que os PCs substituíssem estações de trabalho e servidores.




O Mosaic aparece no Times




8 de dezembro de 1993
“Clique com o mouse: descobrirá um vídeo da NASA feito por satélite sobre o Oceano Pacífico”, foi o que o repórter do New York Times escreveu em uma matéria sobre a experiência na web usando o navegador Mosaic, o primeiro a mostrar imagens junto com o texto. A reportagem ajudou a levar esse navegador ao mercado.



A origem da expressão “spam”




12 de abril de 1994
O casal de advogados Laurance Canter e Martha Siegel enviaram uma mensagem para mais de seis mil grupos de discussão, fazendo propaganda de seus serviços e lotaram a rede. Apesar do inconveniente que causaram, ganharam mil novos clientes e faturaram cerca de 100 mil dólares. A popular expressão do Monty Python “Spam, Spam, Spam” foi usada para definir o congestionamento de mensagens.

Win 95 chega em grande estilo

24 de agosto de 1995
A campanha publicitária de 300 milhões de dólares permitiu que usassem o single “Start me up”, dos Rollings Stones, em comerciais para TV e o Empire State Building foi iluminado com as cores do logo do Windows 95. Pena que com ele não era possível se conectar à Internet.



Fortunas na rede
4 de setembro
O primeiro item vendido na web, em um site chamado AuctionWeb, foi um apontador laser quebrado, vendido por 14 dólares. O fundador do site, Pierre Omidyar, queria chamá-lo de Echo Bay, porque essas palavras lhe soavam bem. Mas acabou mudando para eBay. Hoje o eBay movimenta um volume financeiro maior do que o de vários países.

A Palm dá a largada para os PDAs
Março de 1996
750 contatos e endereços, um calendário anual para compromissos e capacidade para anotar até 100 tarefas. Tudo isso em um pequeno gadget que podia ser sincronizado a um PC ou Mac. O Pilot 1000 da Palm, que custava 299 dólares, virou febre dos que gostavam de tecnologia. Depois, foi substituído pelo BlackBerry, da RIM.



AOL tem uma boa idéia



30 de outubro de 1996
Usuários de conexão discada chegaram a pagar por hora. A controversa idéia da AOL de oferecer planos com acesso ilimitado por 20 dólares mensais rapidamente estourou a capacidade dos modems da empresa. Três anos mais tarde, a AOL já tinha dez milhões de clientes – que descobriram o segredo para não terem problemas com a conexão: ficar sempre online.


Jobs retorna do exílio



9 de julho de 1997
Depois de dez anos longe da empresa que ele fundou, Steve Jobs resolveu comprar a NeXT, dando à Apple a base para o sistema operacional X. Jobs acabou com o portátil Newton e secretamente desenvolveu o iMac, convenceu Bill Gates a manter o Internet Explorer e o Office no Mac e adquiriu aplicações multimídia digitais como o Final Cut. Ele pode não ser tão rico quanto Gates ou os meninos do Google, mas certamente é um astro da tecnologia.

Começa a guerra dos direitos autorais



28 de outubro de 1998
Provavelmente a lei menos popular do planeta para os usuários da internet foi a respeito dos direitos autorais. Assinada pelo ex-presidente dos EUA, Bill Clinton, ela estabeleceu os limites entre os proprietários de conteúdo de Hollywood e aqueles que compartilhavam arquivos. Essa é uma briga ainda sem fim.

O BlackBerry liberta os e-mails



19 de Janeiro de 1999
O pager da RIM ganhou um teclado QWERTY e suporte para mensagens instantâneas. Por 399 dólares mais o custo do plano de dados, o dispositivo virou instrumento de trabalho.


Epidemia na web



20 de março de 1999
Um arquivo que dizia conter senhas para sites pornográficos distribuído no grupo de discussão alt.sex foi mandado para os 50 primeiros endereços do Outlook de computadores que estavam infectados com o vírus Melissa. Isso causou paralisação dos servidores e implicou uma perda de 80 milhões de dólares para os negócios nos EUA. O culpado, David L. Smith, ficou preso por 20 meses.


O TiVo muda a TV



31 de março de 1999
O mundo mudou em 1965 quando a Sony apresentou seu gravador de vídeo. Porém, a TiVo, lançada nessa data, e seu arquirival ReplayTV mudaram radicalmente a gravação de vídeos, agora quase sem esforço, numa combinação de agendamento orientada por menus e reprodução fácil a partir do HD.


Bug do ano 2000



1 de Janeiro de 2000
Nada de especial aconteceu neste dia. Em parte, porque as empresas gastaram bilhões de dólares consertando softwares para prevenir erros mais graves. Mas as previsões mais alarmantes não passavam de idéias ingênuas e ansiosas a respeito do modo como os computadores funcionam.


O FED alfineta o monopólio da Microsoft



3 de abril de 2000
O governo norte-americano acusou a Microsoft de abusar do seu monopólio de sistemas operacionais para controlar o mercado de navegadores para web, integrando o Internet Explorer ao Windows e prejudicando a venda de PCs com outros navegadores. A decisão do juiz foi separar o SO do browser.

A jornada do Napster chega ao fim



26 de julho de 2000
Quando a juiza Marilyn Patel declarou que o Napster deveria ser encerrado, o tráfego no serviço gratuito foi às alturas. Os usuários mandaram a seguinte mensagem: “queremos algo conveniente ou não queremos mais nada”. O Napster faliu e hoje existe um serviço similar, com o mesmo nome, mas pago.

Legumes e verduras longe da web



9 de julho de 2001
Com depósitos gigantescos e uma imensa frota de caminhões para fazerem entregas domiciliares, a mercearia online WebVan foi um dos exemplos de excesso das empresas da explosão pontocom. A idéia não deu certo e a empresa foi à falência. A lição? OK, as pessoas compram livros e CDs na internet, mas preferem escolher pessoalmente suas alfaces.

O iPod enche os bolsos de canções



1 de outubro de 2001
O gaget da Apple, com espaço suficiente para 100 álbuns, começou a ser vendido nesta data e transformou o player de música portátil em um ícone de estilo.


A segunda fase da guerra dos navegadores



9 de novembro de 2004
O monopólio do Internet Explorer foi atingido por uma série de vírus e pragas maliciosas que fizeram os seus usuários quererem outro navegador. Em meados de 2004 o navegador open-source Mozilla já estava sendo desenvolvido há seis anos. Dois funcionários da Mozilla colocaram na rede uma versão mais leve do navegador, que funcionou de maneira eficiente e segura. O Firefox foi lançado nessa data.

O YouTube transforma PCs em TVs



6 de abril de 2006
Nesta data, o comediante Judson Laipply postou um vídeo de uma de suas performances, chamado “Evolução da dança”. Nele, ele imita a coreografia da música “Hey Ya”, da dupla Outkast. O vídeo já foi visto mais de cem milhões de vezes. Foi assim que o mundo percebeu o potencial do Youtube.


iPhone provoca o dia da insanidade



29 de junho de 2007
A febre do iPhone chegou a ser ridícula. Aqueles que passaram horas na fila para comprar um nem reclamaram. Essas pessoas, além de agradecerem, dizem que gostariam se todos os celulares fossem como ele, ou melhores.

Fonte

Memórias de um cabo de vassoura

Seria longo contar tudo o que tenho passado ao longo da minha vida, desde que me arrancaram da árvore em que fui tronco e me levaram a uma oficina, onde fui cortado, torneado, mil coisas sofri, até conhecer a nova função que me reserva o destino.

Meus irmãos de floresta, muitos cortados comigo na mesma ocasião, depois que deixaram de ser galho ou tronco de árvore para ser madeira, que é como chamam depois do serrote ou do machado, estão espalhados por esse mundo. Muitos, hoje, são caixas e caixotes. Graças a isso, têm acabado conhecendo até países estrangeiros, levando laranjas ou latas de conserva. Outros acabaram mesas, cadeiras, armários, móveis de toda sorte. Tenho primos que são portas, janelas e se contentam olhando o movimento da rua. Alguns, tão orgulhosos do tempo das folhas, quando o vento passava e assobiava no arvoredo, são hoje, apenas, soalho. Fraco destino, para quem vivia nas alturas e sonhava, na pior das hipóteses, ser, pelo menos, teto ou armação de telhado, coisa que, para ser vista, obriga o bicho homem a levantar a cabeça. Ser pisado e repisado o dia inteiro, tábua humilde de assoalho, por pés desconhecidos, de sapato sujo, é triste para quem já foi árvore e enfrentou raios e ventanias.

Tenho visto e ouvido muita queixa pela vida afora. Mas o triste, mesmo, a suprema humilhação para quem foi árvore, é acabar caixão de defunto.

Esse era o grande terror de meus irmãos de madeira, quando aguardávamos, cheios de inquietação, no depósito, o nosso aproveitamento industrial. Eu, que ainda era tronco, madeira sem muita categoria, pelo que notava na conversa dos homens, ficava gelado. Se pudesse, pelo menos, ser poste de iluminação, seria um consolo. Mas poste de madeira, com o tal progresso dos homens, vem perdendo o cartaz há muito tempo...

Os homens que nos utilizam e nos utilizaram, desde o começo dos tempos, cortando, serrando, aplainando, enfiando pregos, são de uma insensibilidade impressionante. Pensam que madeira não tem alma. Para o nosso grande inimigo (o homem, não o cupim), nós não passamos de ‘coisa’. Que pode ser aproveitada de mil modos, sempre para satisfazer exclusivamente ao seu egoísmo e aos seus interesses imediatos, como uma indiferença total pelo que possamos sentir.

E ninguém pode ter idéia do que é, para qualquer de nós, depois de cortar aqui e cortar ali e desce o machado ou passa a plaina, a visão de um simples prego. Como não temos o dom de ficarmos arrepiados, o sofrimento é puramente espiritual. O prego é trazido por mãos impiedosas, é posto contra nós, em posição vertical, o martelo se ergue, desce a pancada fatal. Pan! Pan! O prego entrando... A madeira rasgando... E a ironia de saber que o cabo do martelo ou do machado é de madeira também...

Vingança para a gente é quando o sujeito erra o golpe e acerta, não o prego, mas o dedo... É cada palavrão que a gente escuta...

Pior, porém, do que machado, serrote e prego, destino trágico e sem conserto, é a madeira que o bicho homem utiliza apenas como lenha.

Destino de lenha é fogo!



autor: Orígenes Lessa - Memórias de um cabo de vassoura – adaptado

Reforma Tributária





Novo salário mínimo


Flatulência é analisada pela Justiça

Uma mulher foi mandada embora do emprego (por justa causa) porque soltava gases catinguentos durante o trabalho. Parece que come urubu. Ela entrou na Justiça Trabalhista contra a empresa.
A notícia completa, inclusive o despacho do juiz, está no Consultor Jurídico.
Um funcionário que tenha o hábito de soltar gases durante o expediente pode ser demitido por justa causa? A sonora dúvida mereceu a atenção dos juízes da 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (São Paulo) em uma reclamação trabalhista julgada em dezembro de 2007.
A espirituosa resposta do juiz Ricardo Artur Costa e Trigueiros (relator) mostrou que, mesmo não seguindo as regras do bom costume, a flatulência é um ato que independe da vontade da pessoa e, por isso, não pode ter reflexos sobre o contrato de trabalho.
“A eliminação involuntária, conquanto possa gerar constrangimentos e, até mesmo, piadas e brincadeiras, não há de ter reflexo para a vida contratual. Desse modo, não se tem como presumir má-fé por parte da empregada, quanto ao ocorrido, restando insubsistente, por injusta e abusiva, a advertência pespegada, e bem assim, a justa causa que lhe sobreveio”, argumentou Trigueiros. E completou: “o organismo tem que expelir os flatos, e é de experiência comum a todos que, nem sempre pode haver controle da pessoa sobre tais emanações”.

*Fala a verdade: …só no Brasil acontece isso, né não?

Já levou seu carro na Alficina?


Perceberam que a letra é bonita para um erro tão incomum…

30 MOTIVOS DE ABORRECIMENTO

1-Você ter que experimentar óculos de sol com aquela etiquetazinha de plástico pendurada no nariz.

2-A pessoa atrás de você no supermercado bate com o carrinho no seu calcanhar.

3-O elevador pára em todos os andares, e não entra ninguém.

4-Tem sempre um carro quase entrando na sua traseira quando você está andando devagar, procurando um endereço.

5-O anel da latinha se solta antes de abrir.

6-Você pisa em coco de cachorro, mas só descobre depois que entrou em casa e está no meio do tapete da sala.

7-Aquela fitinha vermelha da embalagem de Band-Aid nunca funciona com você.

8-Tem um cachorro na vizinhança que late por qualquer coisa.

9-Você não consegue colocar as coisas de volta do mesmo jeito na caixa em que vieram.

10-Três horas e três reuniões depois do almoço, você olha no espelho e descobre um pedaço de alface preso no seu dente da frente.

11-Você toma um belo gole da lata de refrigerante que alguém usou como cinzeiro.

12-Você corta a língua fechando um envelope.

13-O seu pneu perde a metade da pressão enquanto você está tentando calibrar.

14-A estação pega muito bem enquanto você está perto do rádio, mas chia, diminui e some quando você se afasta.

15-Tem sempre um ou dois cubos de gelo que se recusam a sair da fôrma.

16-Você esquece um pedaço de pano no bolso, e toda sua roupa lavada sai cheia de fiapos.

17-Carro atrás de você desanda a buzinar enquanto você espera o pedestre acabar de atravessar.

18-Um pedaço do papel laminado do bombom dá aquele choque quando você morde o recheio.

19-Você regula o despertador para às sete da noite em vez de sete da manhã.

20-A rádio não te diz quem cantou aquela última música.

21-Você passa creme nas mãos e não consegue segurar a maçaneta para abrir a porta do banheiro.

22-O pessoal todo que estava atrás de você na fila passa na sua frente quando o caixa ao lado abre de repente.

23-Os óculos escorregam para frente assim que você começa a suar.

24-Você não consegue saber, no dicionário, como se escreve corretamente uma palavra, porque você não sabe como se soletra esta palavra.

25-Você tem que explicar para, no mínimo, cinco vendedores diferentes de uma mesma loja que `está só olhando.`

26-Você não consegue achar aquele lápis que estava na sua mão um minuto atrás.

27-Você abaixa para apanhar uma coisa que caiu debaixo da mesa e bate com a cabeça na volta.

28-Você está num engarrafamento e sempre a fila que você está anda mais devagar (mesmo você trocando de fila).

29-Você entra na fila do cinema e esgota o ingresso justo na sua vez.

30-A vontade de ir ao banheiro sempre aumenta quando você está quase chegando em casa.

Declaração do Lula


A foto de R$ 50 mil da família Huck


A revista Contigo! pagou R$ 50 mil para ter a exclusividade da foto da familia Huck: Luciano, Angêlica, Joaquim e Benício.

O dinheiro foi doado para o Educandário Romão Duarte, do Rio de Janeiro, que trata de 167 recém-nascidos.

Fonte

Imaginou ter um celular flexível?

A tela dobrável já é quase realidade no mercado japonês, mas um celular que pode ser puxado e esticado é quase um sonho lisérgico. Ou não.
A Nokia, junto à Universidade de Cambridge, anunciaram um protótipo de aparelho flexível em exposição no MoMa, junto ao evento "Design and the Elastic Mind", que indica o possível caminhos dos gadgets.
Segundo o Nokia Research Center, o protótipo é uma maneira de mostrar ao mercado os benefícios que a nanotecnologia pode ter em telefones celulares, que serão flexíveis, transparentes e autolimpantes.
A frase de Tapani Ryhanen, diretor do Nokia Research Center dentro da universidade, pode soar exagerada. "Esperamos que esta combinação entre arte e ciência mostre o potencial da nanotecnologia para uma audiência maior".
A Nokia não deu detalhes sobre o processo de fabricação ou quais materiais nanotecnológicos foram utilizados na fabricação do Morph.