terça-feira, dezembro 11, 2007

Tradição natalina


Certo dia, há muito, muito tempo, quando Papai Noel estava se preparando para a sua viagem anual, começaram a surgir problemas por toda parte: quatro de seus duendes estavam doentes e os novatos não produziam os brinquedos tão rapidamente quanto os antigos e Papai Noel estava vendo se aproximar a hora de partir sem concluir todas as encomendas.
Agora, era a Sra. Noel, avisando que a sua mãe viria para uma visita de um mês, o que, naturalmente, estressou ainda mais o velhinho. Em seguida, quando foi colocar os arreios nas renas, descobriu que três delas estavam para dar à luz e duas tinham pulado a cerca e fugido - sabe Deus prá onde. Mais estresse!

Então, quando ele começou a carregar o trenó, uma das tábuas quebrou e o saco de brinquedos caiu, espalhando-os por todo o chão. Frustradíssimo, Papai Noel voltou prá casa, para uma xícara de café e um bom gole de whisky.

Quando se aproximou da estante, porém, notou que os duendes tinham acabado com sua bebida: nem uma gota! Na sua frustração, sem querer, deixou cair a xícara de café, que se quebrou em mil pedacinhos espalhados pelo chão. Ao pegar a vassoura, viu que os camundongos tinham comido toda a palha e... nesse exato instante, tocou a campanhia.

Papai Noel foi atender à porta e, ao abrí-la, lá estava um mirrado anjinho, arrastando uma enorme árvore de natal. E o anjinho perguntou:
- Papai Noel, onde você quer que eu coloque esta árvore?
Daí vem a tradição de colocar-se um anjinho no topo das árvores de natal...

Nenhum comentário: