terça-feira, dezembro 11, 2007

Pela hora da morte


Fiquei com muito medo!
Fiquei sim... se fiquei!



O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, Cremesp, avaliou as faculdades de Medicina paulistas, e o resultado foi no mínimo assustador. Tirante os 90,8% (de aprovação) conquistados pela faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), os outros índices podem explicar os erros médicos, que de um tempo para cá aumentaram consideravelmente. Da prova participaram apenas alunos que cursam o sexto ano de Medicina. Em 2005, o índice de reprovação foi de 31%. Em 2006, 38%, e em 2007, 56%. Ou seja, mais da metade dos alunos que deixam as escolas médicas de São Paulo não tem capacidade de atuar profissionalmente. Tudo isso porque São Paulo é a mais importante e rica unidade da federação. Imagine o que acontece no resto do País. Clique e confira a íntegra do relatório do Cremesp.

via ucho.info

Nenhum comentário: