segunda-feira, outubro 22, 2007

Vc acha que só no Brasil ?

Os criminosos mais estúpidos do mundo




O crime não compensa, principalmente se o ladrão é tão estúpido a ponto de esquecer o dinheiro que roubou na hora de fugir. The World's Stupidest Criminals, livro escrito pelos editores da Fortean Times

(revista inglesa dedicada a textos sobre bizarrices, curiosidades e afins). A obra é uma espécie de Darwin Awards dos contraventores, compilando 400 casos reais de crimes e criminosos descerebrados. Por exemplo, o de um assaltante de banco norueguês que retornou à mesma agência roubada a fim de depositar o mesmo dinheiro que havia levado horas antes. E o que dizer do iugoslavo que, temeroso de que pudesse se auto-incriminar, costurou os próprios lábios a fim de não confessar nenhuma bobagem? A seguir, mais algumas pérolas da estupidez humana:

- Berna, Suíça, setembro de 1991: Joyce Lebrom desmaia no meio de um supermercado. Clientes e funcionários, crentes de que ela havia sofrido um ataque cardíaco, chamam uma ambulância. Porém, quando os paramédicos chegam, descobrem que havia um frango congelado escondido dentro de seu sutiã: o desmaio havia sido causado por choque térmico.

- Wanganui, Nova Zelândia, março de 1996: um fã dos Muppets de 21 anos de idade invade uma estação de rádio local com um objetivo: fazer com que a canção "Rainbow Connection" (interpretada por Caco, o sapo) seja tocada por 12 horas seguidas. A polícia, alertada de que o tal muppetmaníaco teria uma bomba, evacua todos os prédios nas imediações. Depois, descobre que a bomba era tão pífia quanto as preferências musicais do meliante neozelandês.

- Munique, Alemanha, setembro de 1993: um violino de 300 anos de idade é roubado. Alguns dias depois o instrumento é devolvido, junto com um bilhete do próprio ladrão queixando-se da desafinação do mesmo. Detalhe: o violino é avaliado em cerca de US$ 80 mil.

- Covilhã, Portugal, setembro de 1994: O proprietário de um zoológico é preso. Seu crime: ter vestido três crianças com fantasias de macaco e anunciado-as aos visitantes de seu estabelecimento como "raros orangotangos de Sumatra". Que pagação de mico...

- Boston, Estados Unidos, dezembro de 1994: Winston Treadway decide roubar duas lagostas vivas do tanque de um supermercado, escondendo-as nos bolsos de suas calças. O incauto assaltante só não contava com a resistência das lagostas. Segundo os relatos médicos da época, a conseqüência do roubo foi uma espécie de "auto-vasectomia". Winston, (in)felizmente, jamais terá filhos.

alexandre inagaki

Nenhum comentário: