quinta-feira, outubro 25, 2007

Lancelotti é acusado de abuso sexual. Polícia investiga

Noticias Do Jornal Nacional:

A polícia de São Paulo abriu inquérito, nesta quarta-feira, contra o padre Júlio Lancellotti. Ele foi acusado de ter cometido abuso sexual contra um adolescente dentro do abrigo que dirige: o Casa Vida.

A Casa Vida foi criada pelo padre Julio Lancelotti há 16 anos para abrigar e cuidar de crianças com o vírus da Aids, muitas delas, vindas da antiga Febem. Ele também é coordenador da pastoral de moradores de rua.

Na madrugada desta quarta-feira, uma mulher que seria ex-funcionária da casa, de onde teria saído há um ano, disse à polícia que testemunhou cenas de abuso sexual do padre contra um adolescente. Ela pediu para ter a identidade preservada e não deu o nome da vítima.

“Isso se deu há seis, sete anos atrás. O adolescente era um ex-interno da Febem. Demais dados serão preservados em sigilo”, afirmou o delegado André Pimentel.

A Polícia Civil vai investigar a denúncia de suposto abuso sexual contra o padre Julio Lancelotti. Na semana passada, o padre já tinha denunciado ter sido vítima de extorsão por parte de quatro pessoas, entre elas um ex-interno da Febem.

O advogado do ex-interno acusou o padre de desviar dinheiro do Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto, entidade que mantém a Casa Vida, para pagar a extorsão.

Em nota, a direção do centro disse que o padre é apenas um conselheiro e não tem acesso às contas bancárias da organização.

O padre Júlio Lancelloti decidiu que não vai se pronunciar até que tome conhecimento da acusação.


E veja aqui reportagem a respeito do Jornal Nacional

Um comentário:

Anônimo disse...

É incrível como essas coisas acontecem. Esse padre nunca me enganou! Sustentou um vagabundo oriundo da Febem, por mais de 4 anos e ainda deu de presente uma Pajero Sport! Tava na cara que ele tinha algo prá esconder. Quem viver, verá!!!!