sexta-feira, outubro 26, 2007

Discurso falacioso


Prevendo dificuldades na aprovação da prorrogação da CPMF, o presidente Luiz Inácio disse, nesta quinta-feira, que o assunto é de responsabilidade e que espera bom senso por parte dos senadores, o que contraria as ações palacianas no legislativo federal. Sob os auspícios do presidente-metalúrgico, um repentino troca-troca de partidos tomou conta do Senado, ampliando a base de sustentação do governo na Casa, mas o número de deserções não foi suficiente. E Lula da Silva voltou a mentir quando disse que nenhum governo pode prescindir de R$ 40 bilhões, sob pena de comprometer a Saúde e o PAC. Tão fantasioso quanto o Programa Fome Zero, o PAC não exigirá do governo do PT a maior parte dos investimentos previstos no plano, até porque a iniciativa privada é que entrará com pesados recursos. Para turbinar ainda mais suas conhecidas falácias, o presidente disse que a CPMF não foi criada pelo PT. Isso de fato é a única verdade nesse show de mitomania, mas no passado o PT sempre tentou barrar a CPMF.

via ucho.info

Nenhum comentário: