sábado, abril 21, 2007

FHC foi roubado na Espanha

Para quem detesta meter a mão no bolso, o ex-presidentre Fernando Henrique Cardoso ainda levará um bom tempo para se recuperar do golpe que sofreu na Espanha.

Ele esteve por lá na primeira semana deste mês acompanhado por dona Ruth e Júlia, a neta adolescente filha de Beatriz. Voltou com 3 mil euros e 1.200 dólares a menos.

A grana estava dentro de uma pasta de mão que FHC pôs na mala do carro alugado que levaria o grupo para uma viagem de cinco dias pelo interior da Espanha.

Duas horas e meia depois de ter deixado Madrid, o carro parou a pedido de dona Ruth que queria visitar uma igreja. Foi quando o ex-presidente pediu ao motorista para abrir a mala porque precisava sacar algum dinheiro da pasta.

Que pasta?

Ela sumira entre o momento em que foi depositada na mala e o seguinte quando o motorista saiu do carro para fechar a mala.

Com ela sumiram também os passaportes dos três viajantes e talões de cheques.

FHC preferiu não prestar queixa à polícia. Acionou sua secretária no Brasil para que cancelasse rapidinho os talões de cheques.

A embaixada do Brasil em Madrid providenciou novos passaportes.

O prejuízo será sanado nos próximos dias quando FHC embarcar para os Estados Unidos. Ali fará uma palestra por 75 mil dólares livres de quaisquer despesas.

Não é caro. O ex-primeiro-ministro espanhol Felipe Gonzalez cobra 100 mil dólares por palestra. O ex-presidente Bill Clinton, 150 mil.

Ricardo Noblat

Nenhum comentário: