segunda-feira, abril 23, 2007

DESMILINGUINDO.

Dias destes, folheava uma importante revista semanal que costuma abordar todos os temas, com a costumeira superficialidade muito apreciada, por aquele tipo de leitor que sofre de ejaculação precoce intelectual. Para estes, todas as informações devem ser bem curtinhas e rapidinhas. Este perfil de leitor é aquele que adora corrida de formula um, mas ao vivo e no autódromo. Na realidade eles, dificilmente, sabem quem está nesta ou naquela posição. O que curtem mesmo é a velocidade que imprimem aos seus pescoços, pra lá e pra cá. Pelas mesmas razões, adoram assistir partidas de ping-pong e tênis. Mas a tal revista, explicava a influência deletéria do passar dos anos, sobre os nossos órgãos e sistemas orgânicos, suas causas e conseqüências. Este tipo de assunto também é o preferido dos hipocondríacos. Justifica-lhes o hábito de viverem enchendo a cara de remédios milagrosos. Dizia que a partir dos trintas anos, começa o desgaste natural dos organismos e seu agravamento aos quarenta, mais ainda aos cinqüenta, enfim: ladeira abaixo. É de se supor que o leitor que já estivesse com setenta anos parasse, imediatamente, de ler ,e começasse a se apalpar duvidando que ainda estivesse vivo. Vamos começar pelos olhos: a pupila diminui, o cristalino enrijece, e, portanto, há perda de nitidez na visão e na percepção das cores, além do alto risco de catarata. Ou seja, estão apagando a luz! Você está entrando novamente na idade da remela. Lembra-se quando era criança? E os pulmões? O cara que fuma, nesta idade já nem deve mais tê-los. Mas, vamos supor que tenha dado uma sortezinha e, ainda assim mesmo, conseguiu mantê-los. Além de um lamaçal de nicotina, estará ocorrendo perda de elasticidade das paredes pulmonares. Sente-se falta de ar e pouca vitalidade. Pode apostar que você pode ser premiado com um exuberante enfisema. Barriga? Bem, repare que você já tem alguma ou total dificuldade de ver, em toda sua plenitude e exuberância de tempos idos, o seu escondidinho órgão genital. O excesso de tecido adiposo (gordura mesmo, seu desleixado) acumulado nesta região, provoca diabetes, problemas cardiovasculares e, dependendo do estágio, impede, definitivamente, de você beijar na boca, estando de pé. O que você está perdendo! Suas artérias, endurecem, entopem, algumas estouram,vem à hipertensão. Quer mais? Os rins que servem para filtrar as substâncias tóxicas do sangue começam a fazer greve, seu jato de urina que antes parecia uma mangueira de bombeiro, agora está mais para uma bica de casa, sem água na caixa. Se pingar, já é lucro! A sua próstata precisa também de ser verificada através da introdução - sado-masoquista - de um dedo através do seu ânus para procrastiná-la. A sua ridícula posição, neste exame, é numa cama ginecológica, com as pernas escancaradas para os lados, esperando pelo pior. O médico para acalmá-lo, em geral dá aquele sorriso amarelado, enquanto enfia o dedo na vaselina. Jamais entre no consultório armado. Vamos examinar agora as condições do seu cérebro. Ocorre perda de células e a memória vai para o brejo. Em estados mais adiantados você começa a babar, a língua prende e vou lembrá-lo que AVC não é sigla de aviador voando certo, e sim, acidente vascular cerebral. Quando não mata, entorta. Lembra do seu coração aos 20 anos? Bem, agora está um pouco diferente, pois com perda da flexibilidade dos músculos, aumenta o risco de insuficiência cardíaca. Entramos na idade das pontes, viadutos, passarelas e outros recursos, com safenas para dar uns anos a mais de sobrevida ao quase moribundo. E pensar que este precioso órgão além de servir de base, para as suas fantasiosas estórias de amor, também era uma valente máquina de bombear. Continua bombeando, mais já não é tão valente e muito menos, uma máquina. Quanto aos amores que nele antes moravam, fugiram. Todos com medo de iminente desabamento. Enfim, você estará entrando na fase da terceira idade. Será chamado de tio, verás suas coisas todas murchando, caindo e secando. Mas, levanta a cabeça, pois, existem também coisas boas, como por exemplo, não pagar mais transporte, poder furar fila de banco, aposentar-se pelo INSS, ver seus cabelos caírem e os poucos que ficarem embranquecerem, evitando aquela chateação de ter que penteá-los. É também uma ótima idade, principalmente, se perto da sua casa tiver um shopping com aquelas programações selecionadas, como bailinho ou ginástica. E seja, qual for atividade, tenha a certeza que lhe tratarão como tanto carinho e cuidado que por vezes terá a impressão de que é um velho, imprestável, inútil e idiota. Seja forte, e tente convencer-se que, realmente, é só impressão!

Autor: Paulo Tamburro

Nenhum comentário: